V. Jesus: Sua Missão e Destino

O Retrato da Crença Sobre Jesus

É surpreendente ver como os credos ecumênicos dos séculos IV e V influenciaram indiretamente, embora decisivamente no entendimento dos cristãos sobre Jesus e suas perspectivas no Novo Testamento. Ao invés de confiar somente nas Escrituras, os clérigos convencionais as interpretam à luz dos dogmas de Nicéia e Calcedônia.

Uma vez que estes conselhos eclesiásticos definiram Jesus Cristo como o Filho eterno, que é consubstancial com o Pai e verdadeiro Deus do mesmo Deus, os leigos examinam o Novo Testamento a partir dessa perspectiva. C. S. Lewis, o conhecido apologista cristão e escritor de ficção científica, foi um expoente particularmente persuasivo deste ponto de vista. O filho da Santíssima Virgem Maria é Deus, ele escreveu. 1

Leia mais...

 

Resultados dos Estudos Bíblicos Modernos

A interpretação bíblica da vida de Jesus descrita acima desmoronou como um castelo de cartas assim que os estudiosos do século XIX começaram a examinar historicamente as Escrituras. É incrível como recentemente os cristãos começaram a buscar pelo Jesus histórico. Em 1819 Schleiermacher deu a primeira série de palestras universitárias sobre a vida de Jesus, 8 e em 1835 Strauss publicou seu estudo crítico dos Evangelhos. Desde então, teólogos foram forçados a reexaminar seu entendimento sobre o Homem de Nazaré.

Durante o Iluminismo, apologistas como o Bispo Butler tinham tentado provar a singularidade de Jesus na base de seus milagres e na maneira como ele estava destinado a cumprir as profecias do Velho Testamento. 9 O argumento para a profecia foi desacreditado quando estudiosos começaram a interpretar a literatura judaica sagrada historicamente. Os profetas estavam escrevendo sobre seu próprio tempo e sua mensagem era direcionada para seus contemporâneos. Por exemplo, Isaías não estava prevendo o nascimento virginal, mas estava dizendo para seus ouvintes que uma mudança importante ocorreria em seu próprio tempo porque determinadas mulheres jovens dariam nascimento a um filho muito em breve (7:14). 10 Ou para citar outra ilustração, o profeta Jonas sendo engolido por um peixe foi projetado para fazê-lo obedecer a missão que Deus havia dado a ele, e não prever a ressurreição de Jesus. De forma semelhante, os poemas do Servo Sofredor (Isaías 53) não eram profecias messiânicas sobre Jesus, mas uma antiga interpretação da missão da nação Israelita na história, como escritores judeus têm mantido há muito tempo. 11

Leia mais...

 

O Jesus Histórico

O Novo Testamento fornece praticamente a única informação confiável que temos sobre Jesus, mas ao longo do livro seus materiais são altamente coloridos pelas doutrinas e culto das igrejas posteriores. 21 Mesmo assim, para um crítico bíblico contemporâneo como Gfinther Bornkamm, é ainda possível recuperar “o esboço” da pessoa e história de Jesus. 22

Bornkamm, um estudioso do Novo Testamento em Heidelberg e um discípulo de Bultmann, publicaram a primeira vida integral de Jesus na “nova busca” pelo Jesus histórico depois da Segunda Guerra Mundial. O Professor Norman Perrin, o notável estudioso bíblico, elogiou o Jesus of Nazareth de Borrikamm como uma “magnífica” pintura da vida e ensinamentos de Jesus, e facilmente “o melhor livro sobre Jesus disponível atualmente.” 23 Por esta razão resumimos as conclusões de Bornkamm.

Leia mais...

 

Visitantes

Nós temos 1 visitante online

Comprar

Livros Online